CRIANÇAS HIPER TECNOLÓGICAS

Quantas vezes não deu por si a dizer que as crianças já nascem ensinadas, sabem muito…?! 

É incrível como uma criança de ano, simplesmente domina um Tablet. A tecnologia é hoje, muito intuitiva, e a criança cresce com a tecnologia e por isso, facilmente a torna uma parte de si!

É impensável para a criança  viver sem televisão, sem tablet ou computador.  Há tempos atrás, o castigo para a criança, consistia em ficar uma semana sem brincar na rua, hoje o castigo que realmente resulta, é ficar uma semana sem mexer no Tablet ou computador!

As crianças são constantemente bombardeadas com estímulos, brincam com brinquedos interativos, que emitem luzes, sons…  Brinquedos sem necessidade de bateria, hoje em dia são espécies raras.  Os brinquedos interativos induzem a criança a um estado de alerta constante, que anteriormente não acontecia….  Há tempos atrás, os brinquedos também falavam e mexiam-se, mas era  a criança, que fazia a voz e os movimentava… era necessário usar a imaginação para dar vida ao brinquedo!

Ao ser sujeita a demasiados estímulos visuais e auditivos, a criança apresenta dificuldade em gerir o silêncio, há uma necessidade quase constante de ter um ruido de fundo. Quando a criança chega a casa, a primeira coisa que faz é ligar a televisão, mesmo que não seja sua intenção prestar atenção à televisão no imediato!

É impossível na sociedade em que vivemos, pensar que podemos proteger os nossos filhos dos efeitos da tecnologia, não podemos…. A tecnologia está intrínseca a esta geração!

Podemos sim…  dosear a quantidade de tecnologia!

Basta negociar com o seu filho, as seguintes regras:

  • A televisão só está acesa quando lhe estão a prestar atenção;
  • Não é permitido grandes períodos a ver televisão (máximo hora e meia);
  • Jogar no tablet e telemóvel só em dias de festa, ao fim de semana e férias;
  • Quando a pilha dos brinquedos é gasta, não é substituída (os ouvidos dos pais agradecem!);
  • Sempre que o tempo o permitir, brincar na rua ou no quintal!
Anúncios