OS VALENTES TÊM MEDO MUITAS VEZES

Para viver neste mundo, para ser feliz, para conseguir começar de novo quando tudo corre mal, para tudo isso é preciso ser valente.  Ser valente e ter amor, amor pelos outros e por nós.

 

Digo frequentemente aos meus filhos que é importante a valentia e isso não significa que não se tenha medo. Os valentes têm medo muitas vezes, até mais do que as outras pessoas, pois permitem-se enfrentar situações complicadas, para defender aquilo em que acreditam. Ser valente vai muito para além de ter coragem…  Um valente é um corajoso com valor,  que sabe o caminho que precisa de seguir, que olha não só para aquilo que quer mas para o que está certo.

É preciso ser valente para defender o colega de escola que todos os dias é gozado e humilhado, é preciso ser valente para voltar a fazer o TPC que ainda não está bem,  é preciso ser valente para escolher para a nossa equipa aquele amigo que não tem jeito nenhum para a bola, e que se sente sempre excluído.

 A vida adulta é exigente, e muitas vezes surge a necessidade de enfrentar situações complicadas. Em casa, no trabalho, na esfera familiar… somos obrigados a lidar com situações que não desejámos, mas  das quais não podemos fugir. E os valentes lidam inevitavelmente melhor com a adversidade.

Se conseguirmos incutir nos nossos filhos um sentimento de coragem, mas aquela coragem que se reveste de amor por si e pelos outros, certamente serão mais capazes. Capazes de chorar as derrotas sem perder o chão, de tentar começar de novo quando a vida assim o exigir, de não perder a noção do que é realmente importante, de fazer a diferença na vida de alguém.

Já tive que ser valente muitas vezes, e nem por isso o medo se foi embora. É como uma balança de dois pratos, em que a valentia tem que pesar mais…. Quanto maior o medo que sentimos, mais valentes precisamos ser.  Tive  e tenho medo, medo de perder quem se ama, de decidir mal, de não conseguir estar à altura das situações. Mas esse medo, ainda que por vezes se apresente imenso e asfixiante, nunca conseguiu ser maior do que a valentia.

Como pais temos obrigação de oferecer aos nossos filhos as ferramentas que precisarão de usar para gerir a sua vida, sem nunca esquecer que fazem parte de um todo e que devem pensar no impacto que as suas atitudes e decisões irão ter na vida de quem os rodeia.

 

Para isso tento que sejam valentes… que a sua coragem esteja de mãos dadas com o amor.

Anúncios