COM PROBLEMAS NA AMAMENTAÇÃO? NÃO DESISTA… HÁ SOLUÇÃO!

Amamentar muitas vezes não é fácil…

É necessário um período de adaptação tanto da mãe como do bebé.

O que é importante, é que nesse período de adaptação a mãe se sinta apoiada. Há uma ideia sempre “cor de rosa” da amamentação… O que se vê televisão, nas revistas e nas redes sociais, é a imagem da mãe super tranquila a amamentar o seu bebé. Essa imagem é uma realidade, mas não nos primeiros dias, muitas vezes nem nas primeiras semanas…!

A verdade é que a amamentação vai se tornando mais fácil de dia para a dia, nós, mães vamos sendo capazes de resolver problemas, o bebé ganha ritmo e começa cada vez a alimentar-se melhor! Por isso, uma dose controlada de teimosia da mãe é preciso… se queremos muito amamentar… não desistimos na primeira dificuldade!

O início da amamentação bem pode ser comparada a uma cedência, que fazemos pelo  bebé, porque temos consciência dos benefícios que ela garante para a sua saúde. As mamas duras, as fissuras nos mamilos, são algumas das situações referidas pelas mães como problemas na amamentação. Se é o seu caso,  não desista… há solução! E eu que o diga!

Mamas duras

Por excesso de produção de leite ou porque o bebé não mama o leite suficiente em relação à produção de leite da mãe, as mamas começam a ficar duras e a provocar desconforto à mãe.  Sempre que sentir as mamas duras após a mamada deve fazer esvaziamento da mama, seja ele manual ou por extração de leite.

O esvaziamento manual faz-se através da aplicação de compressas mornas, ou banho de chuveiro com água morna,  e posterior massagem suave das mamas em movimentos circulares, no sentido da axila para o mamilo, e expressão da mama para saída de leite até que sinta a mama mole.

A extração de leite é feita com recurso a uma bomba de leite que pode ser manual ou eletrónica. Deve fazer a extração até que se sinta com a mama mole, ou até que não exista mais saída de leite, caso queira guardar leite para uso posterior.

Para evitar que a mama endureça dê de mamar com frequência, e ofereça sempre primeiro a ultima mama que ofereceu na mamada anterior.

 

Gretas nos mamilos

No inicio da amamentação é normal o mamilo ficar dorido e com fissuras, o que provoca desconforto e dor na mãe durante a amamentação.

Para prevenir as gretas coloque sempre o bebé  com a face de frente para o mamilo, assegure-se que ele pega com a boca a zona da aréola e não apenas no mamilo.

Deixe que o bebé largue a mama espontaneamente, mas se tiver de interromper a mamada, coloque o 5º dedo da sua mão na boca do bebé para que ele a largue.

No final da mamada, esprema um pouco de leite da mama e aplique no mamilo e  aréola e deixe secar ao ar. Existe no mercado, muitas pomadas cicatrizantes adequadas, que não precisam de ser removidas antes de dar novamente mama ao seu bebé.

Mastite

A mama fica muito dura, vermelha, quente e muito dolorosa. A mãe tem febre e mal estar. Esta pode ser originada por uma infeção, através de entrada de microrganismos pelas gretas mamárias, ou devido ao bloqueio dos canais onde passa o leite. Nesta situação consulte o seu médico assistente.

A prevenção da mastite passa por tratar de imediato as gretas mamárias, esvaziar a mama sempre que a sinta demasiado dura, e não usar roupas que apertem as mamas, o soutien de amamentação é a opção ideal.

Mantenha a amamentação, mas inicie a amamentação pela mama não afetada. Quando o leite fluir muda para a mama afetada. No final da mamada, faça sempre o esvaziamento mamário, manual ou por bomba.

 

 

Anúncios