CASAMENTO… UMA SOCIEDADE PARA A VIDA!

     O Casamento é um momento de viragem em qualquer história de vida…

Quando se diz o sim, muda tudo…!

Muda a  casa… as rotinas…. os horários… Tudo é novo!

Duas pessoas, que em namoro se conheciam, de repente no casamento são um autêntico mistério um para o outro! Viver com alguém, é bem diferente, de passar tempo com alguém!

Viver com alguém é começar a conhecer essa pessoa em pleno, conhecer qualidades, mas também muitas manias, e de certeza uns quantos defeitos!

É no início do casamento que nos apercebemos que aquela pessoa não é bem como nos foi vendida! É certamente bem mais desarrumada, ou não gosta assim tanto de tarefas domésticas, ou gasta mais do que dizia, e outro tipo de coisas que só no casamento vêm à tona!

O casamento é a constituição de uma sociedade. Duas assinaturas, no meio de tantos flashes… um contrato que confere direitos e deveres, e torna marido e mulher, numa espécie de sócios para a vida….!

É fácil fazer uma analogia entre o casamento e uma sociedade comercial. Para ser feliz no casamento há que respeitar os direitos de cada um dos sócios! Ora espreitem e digam lá se não é mesmo assim…

1 – Direito à qualidade de sócio 

Qualquer sócio tem direito de não ser excluído arbitrariamente.

Correto! Mas este direito tem limites, nomeadamente o abuso da boa fé e do direito de lealdade. Tal e qual o casamento! Quando há abuso e falta de lealdade, perdem-se todos os direitos de manter o casamento! Conselho… Livre-se dele  o mais rápido possível!

2 – Direito à informação

Todo o sócio tem direito à informação sobre a vida da empresa.

É isso mesmo… sem culpas! Têm todo o direito de saber tudo, mas mesmo tudo, da vida do marido…. E mais direito tem em contar tudo o que quiserem sobre o vosso dia, e maridos, oiçam com atenção, porque a informação também é um direito vosso!

3  –  Direito a participar nas deliberações

Todo o sócio tem o direito de estar presente, intervir e votar.

Um casamento é isto… unir esforços, tomar decisões conjuntas, que sejam sobretudo reflexos dos dois.  As tarefas de cada um dos sócios do casamento devem ser definidas e cumpridas, mas não porque é um dever, apenas porque é uma forma de estar na sociedade com boa fé…!

4– Direito aos lucros

 Todos os sócios participam nos lucros.

É esta a finalidade de qualquer sociedade… E, do casamento então nem se fala! Duas pessoas casam-se para lucrar juntas, em afeto, segurança, conforto, e alguns lucros associados, os filhos! São eles  o maior lucro de qualquer casamento!

O direito aos lucros, também implica, a participação nas perdas…

Nunca tudo é perfeito, todos sofremos perdas ao longo da vida… Quem tem sorte de ter um sócio para as compartilhar e as enfrentar juntos, tem tudo!

5 – Direitos especiais

São definidos pelos sócios, mas não são dados como fundamentais.

Esses são da intimidade do casal… são privados! Não vou comentar!

Se os direitos de cada sócio forem respeitados… o sucesso da sociedade é praticamente garantido! Por isso, tratem de ser felizes….!

Anúncios