A TRADIÇÃO JÁ NÃO É O QUE ERA!

Mudam-se os tempos… mudam-se as vontades!

Algumas tradições vão se perdendo… e novos rituais ganham terreno nas novas gerações!

Apesar de ainda só estar na casa dos trinta, já posso dizer “que ainda sou do tempo”!

Sou do tempo em que agarrávamos no saco de pano e batíamos de  porta em porta, ao som cantado de um verso melódico “bolinho, bolinho, à porta do seu santinho”.

Todas as pessoas que abriam a porta tinham o tão esperado bolo dos santinhos preparado especialmente para a entrega, juntinho com a pergunta da praxe “E esta menina linda, é filha de quem?”

Os bolinhos eram pedidos na aldeia, onde o meu pai cresceu… juntavam-se os primos e lá íamos nós… dizer a todos de quem éramos filhos! Era um momento de partilha e de amizade entre pessoas que naquele dia matavam as saudades de quem cresceu por aquelas terras!

Lembro desses dias como uma ternura, que guardo para sempre… é uma das minhas memórias de infância preferidas!

Sinto que esta tradição se perdeu! O que se mantém é uma adaptação citadina, do que outrora se fez… Hoje as crianças pedem os bolinhos não só na aldeia, mas também nas cidades, tocam à porta de pessoas que não conhecem,  são poucas as que abrem a porta, e as que abrem  oferecem à crianças rebuçados, chocolates e gomas! Quem oferece os bolinhos da tradição, conta-se pelos dedos da mão!

Talvez por influência de uma festa que não é nossa, mas que cada vez mais, tomamos como nossa… o dia das bruxas!

 Antes de ser mãe, não compreendia o encantamento do dia das bruxas!

Mas depois, não há como fingir que esta festa não existe… !

Os meus filhos vibram com este dia… é uma espécie de Carnaval, mas bem mais divertido! Nesse dia, dão asas à imaginação, fazem partidas, pregam sustos…! Preparam a abóbora, enfeitam a casa, inventam ementas especiais carregadas de detalhes assustadores! É mega divertido preparar a festa das bruxas com filhos…! Recomendo a todos que o façam! A preparação dos bolinhos não desperta nem metade do entusiasmo!

Hoje em dia adotei essa festa como minha! A tradição dos bolinhos continuo a manter, mas começo a criar uma nova cá em casa, a noite das bruxas!

A minha única preocupação é criar memórias nos meus filhos, carregadas de ternura, que na vida adulta ao ser lembradas vão aquecer o coração! Sejam elas do dia dos bolinhos, como as minhas, ou do dia das bruxas, como desta nova geração!

O que interessa verdadeiramente são os sorrisos e os momentos passados em família…!

                    Por isso,  Feliz dia das bruxas, e feliz dia dos bolinhos!

                              Porque festas em família nunca são demais!

Anúncios