O MEU FILHO JÁ FAZ…! E O TEU?

Qualquer  mãe quer o melhor para os seus filhos… As pequenas conquistas da criança, também são suas! Todas as mães falam com orgulho desses momentos! No fundo todas nós, gostamos de pensar que temos nos nossos filhos,  pequenos prodígios!

Quando estamos em conversa com amigas, o primeiro assunto que surge é a partilha de experiências e de histórias engraçadas vividas com os nossos filhos!

É comum comparar momentos marcantes do desenvolvimento da criança…

O meu filho começou a falar aos 9 meses…

O meu filho começou a andar aos 12 meses…

E o teu?

O problema está quando o teu…

…não começou a falar aos 9 meses…

….quando não anda aos 12 meses…!

  A comparação é sempre inimiga da perfeição!

Traz consigo uma angústia, muitas vezes desnecessária…

Não compare o seu filho…!

O seu filho não anda desde os 12 meses, mas de certeza que consegue alcançar a gatinhar tudo o que quer! Provavelmente aquele que começou a andar antes, bateu muitas vezes com a cabeça no chão… porque foi demasiado precoce!

O seu filho não está atrasado… ele chega lá… está simplesmente a optar pelo seguro! Só vai andar, quando sentir segurança, de certo não sofrerá um terço das quedas de uma criança que começa a andar precocemente.

O seu filho não começou a falar aos 9 meses, provavelmente porque basta apontar para que os seus desejos sejam satisfeitos. Não se preocupe ele vai falar! Há crianças que começam a falar mais tarde, mas que em poucas semanas desenvolvem pelo tempo perdido… vai chegar o dia que vai achar que fala demais!

É importante ter a noção do desenvolvimento esperado da criança e identificar sinais de alarme… mas não há uma regra sem excepção… cada criança é única!

É nas consultas de vigilância que são identificados os sinais de alarme,  que indiciam que algo não está bem no desenvolvimento da criança… Daí a importância de cumprir a vigilância de saúde…

O papel dos pais é sempre estimular, e não sofrer por antecipação!

 

Anúncios