CRIANÇAS E ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO… UMA CHUVA DE AFETOS!

Cá por casa sempre tivemos animais! Os meus filhos nasceram a amar os bichos e a serem amados por eles…

Mas a companhia deliciosa dos amigos de 4 patas, tem um custo por vezes muito alto a pagar. E não falo dos euros que gasto em idas ao veterinário ou em comida.

A primeira vez que pensei nisto a minha filha tinha 4 anos. O seu companheiro de brincadeiras, o amigo de todos os momentos, que corria agitado para ela quando chegávamos a casa, que se aninhava para a mimar, que percebia quando alguma coisa não estava bem… adoeceu gravemente e deixou-nos. Esta foi a primeira grande perda da vida da minha filha, e ainda hoje chora ao recordá-lo.

Nessa altura pensei que não voltava a ter animais, mas não consegui. A verdade é que um amor não substitui outro, mas uma criança que tem animais aprende muitas coisas….

Cuidar de um animal de estimação: 

  • estimula os afetos, o companheirismo, a alegria;
  • permite à criança conquistar autonomia e desenvolver sentido de responsabilidade;
  • potencia o sentido de organização;
  • facilita a socialização (estudos demonstram que crianças com animais de estimação são mais espontâneas e comunicativas);
  • promove a prática de atividades ao ar livre e o exercício físico;
  • aumenta a auto-estima (os animais têm a capacidade de amar incondicionalmente, sem julgamentos).

Os meus fillhos crescem a cada mimo, festinha, cuidado… e se não os posso defender das lágrimas para sempre, permito-lhes muitas alegrias e afetos, agora.

 

 

Anúncios