DIA NACIONAL DO PIJAMA, PORQUE NEM TODAS CRIANÇAS TÊM UMA FAMÍLIA.

Dia 20 de Novembro celebra-se nas escolas, o dia Nacional do Pijama.

Um dia que coincide, e não por acaso, com o dia da Convenção Internacional dos Direitos da criança. É um dia em que as crianças pequenas lembram a todos que “uma criança tem direito a crescer numa família”.

Nem todas as crianças têm uma família, e muitas mesmo tendo uma família, têm a pouca sorte de ter uma família em que tudo falta… e acabam muitas vezes institucionalizadas!

 São iniciativas como o dia do pijama, que chamam à atenção para situações que muitos de nós, como não as vivenciamos, não lhe damos a atenção devida.

Em Portugal, existem 8149 crianças separadas dos seus pais,  e apenas 4% crianças vivem com famílias de acolhimento.

Mais de 95% destas crianças estão institucionalizadas.

Estes números dão no mínimo que pensar, quando as boas práticas internacionais apontam o acolhimento familiar como um recurso fundamental e prioritário a ser usado quando as crianças têm de viver separadas dos seus pais.

Mas em Portugal, infelizmente, o sistema português ainda não recorre às famílias de acolhimento como a solução mais favorável, opta-se na maioria das vezes pelas instituições.

Viver numa família, ainda que de acolhimento, é de certo bem diferente do que viver numa instituição! As famílias de acolhimento permitem fazer a diferença, e dar à crianças que não têm uma família, uma oportunidade efetiva de crescer num meio familiar mais seguro, terno e de certo mais feliz!

Mas enquanto a mudança de mentalidades não se faz, há a hipótese de melhorar as condições de vida das crianças que estão institucionalizadas. Ajudar está nas nossas mãos, e é desde pequenos que os nossos filhos, interiorizam os valores que se tornam tão importantes na vida futura, ser solidário é de certeza um deles. Por isso, cá em casa, aderimos ao dia nacional do pijama, e durante a semana fomos juntando moedinhas, que colocámos na “CASA DOS PIJAMAS”, para ajudar os outros meninos que como a minha filha diz “não têm uma família como a nossa”!

Depois há a parte lúdica e engraçada do dia! Graças à festa do pijama, temos o prazer de assistir, em primeira fila, a uma dose de fofura sem igual! Vê-los a ir para a escola com um sorriso daqueles que derretem qualquer coração de mãe ou pai, de pijama, e mochila nas costas, com o peluche preferido debaixo do braço, e a chocalhar o mealheiro cheio de moedinhas, para entregar “aos meninos que precisam mais do que nós”!

Se ficou com interesse em saber mais sobre este projeto, sugiro a visita ao site: http://www.mundosdevida.pt

Anúncios