O MEU BEBÉ CHORA SEM PARAR… SERÃO CÓLICAS?

Nada deixa os pais mais desesperados do que o choro do bebé. E quando se faz tudo o que se sabe para consolar o bebé e ele continua a chorar, o stress e a preocupação acabam por toldar o raciocínio de qualquer um!

Quando o bebé chora sem parar, não se pode admitir de imediato que o choro é provocado por cólicas. Há que excluir fatores como fome, frio ou calor, fralda molhada, desconforto determinado por uma causa concreta, febre…  Mas, se as crises de choro intenso são frequentes e depois de “dadas todas as voltas” o bebé continua a chorar, é provável que se trate de cólicas.

As cólicas não traduzem qualquer doença, mas não há dúvida que deixam pais e bebés em desespero. Ainda não se encontra completamente esclarecido o que causa este quadro, mas suspeita-se que exista uma relação estreita com a imaturidade do sistema digestivo ou até do sistema nervoso central.

As crises de choro associadas a cólicas, surgem a partir das 2 ou 3 semanas de vida e duram habitualmente até por volta dos 5 meses, melhorando a partir dos 3 meses.  Existe uma variabilidade individual e nem todos os bebés vivem esta situação. Quando acontece, o bebé chora sem parar, arqueando as costas e fletindo as pernas, apresentando dificuldade em se acalmar. As crises de choro costumam acontecer ao final da tarde ou noite, mas há bebés que as apresentam também ao longo do dia.

Como contornar?

  • Mantenha o bebé num ambiente calmo e reduza os estímulos sonoros. Pegue o bebé ao colo, contendo os seus movimentos e permitindo que se sinta seguro.
  • Habitualmente as crises diminuem quando o bebé se encontra em movimento, mas é importante que não balance vigorosamente o seu bebé. Dê colo, com calma, e procure também não entrar em desespero, pois a criança vai definitivamente sentir a sua ansiedade.
  • Assegure-se que o bebé faz uma pega correta enquanto mama. Se o alimentar com biberão, evite que possa ingerir ar.
  • No final da refeição coloque sempre o bebé para arrotar.
  • Durante as crises de choro experimente deitá-lo sobre o seu braço, de barriguinha para baixo e faça uma massagem leve na barriga para facilitar a expulsão de gases acumulados.

Se não conseguir lidar com a situação ou suspeitar que o choro do bebé pode traduzir algo mais do que cólicas, procure um serviço de saúde. Na realidade nenhum pai está preparado para ouvir o seu bebé chorar sem parar, mas tente recordar-se que as cólicas não durarão para sempre.

Anúncios