PÁRA, ESCUTA-TE, OLHA-TE

Eu quero que os meus filhos vejam as belezas do mundo. Só dessa forma poderão conhecer a felicidade de ouvir uma música, de ver a chuva cair, de sentir o abraço apertado de alguém que lhes quer bem.

Eu desejo que consigam perceber a beleza das coisas simples. Que a encontrem ao beber água fresca numa fonte, sentir o cheiro a terra molhada, partilhar risos e danças.

Eu tento mostrar aos meus filhos que às vezes basta parar para ser feliz. Só quando eu parei, vi as belezas do mundo… e foi a vida que tratou de me ensinar isso.

Se as crianças aprenderem o mundo nos oferece insistentemente motivos para a felicidade, poderão reerguer-se com esperança, e saberão que cada dia lhes traz uma mão cheia de sonhos.

Eu paro, escuto-me, olho-me. E percebo que o propósito de tudo isto que nos move, é a felicidade, e essa, encontro-a numa gota de chuva!

Anúncios